Zaun

From Runarcana Wiki
This page contains changes which are not marked for translation.

Este artigo está em conformidade com a versão 0.93 do Runarcana RPG

“Zaun é um grande distrito abaixo da cidade, aos pés de cânions profundos e vales que cortam Piltover. A pouca luz que chega lá é filtrada pelas fumaças que saem dos emaranhados de canos corroídos e refletem do vidro manchado de sua arquitetura industrial. Zaun e Piltover já foram unidas, mas agora são sociedades simbióticas, mas separadas. Apesar de existir no crepúsculo perpétuo da poluição, Zaun prospera com seu povo vibrante e sua rica cultura. A riqueza de Piltover permitiu que Zaun se desenvolvesse em tandem; um espelho escuro da cidade acima. Muitas das mercadorias que chegam a Piltover acabam entrando no mercado clandestino de Zaun, e os inventores hextec que consideram que as restrições impostas na cidade acima são muito rígidas descobrem que suas pesquisas perigosas são bem-vindas em Zaun. O desenvolvimento desenfreado de tecnologias voláteis e da indústria imprudente fez com que as extensões de Zaun ficassem poluídas e perigosas. Correntes de derramamento tóxico estagnaram nas partes mais baixas da cidade, mas mesmo aqui as pessoas encontram maneiras de existir e prosperar.”

Zaun e Piltover dividem a mesma área geográfica e poderiam até ser consideradas a mesma cidade, mas isso se prova para quem vem de fora rapidamente um erro, a atmosfera de Zaun é cheia de algo que deixa um gosto químico e ardente na boca: o Cinza de Zaun. Mas, para os locais, o ar lá de cima é muito fino e sem substância.

A viagem entre Zaun e Piltover normalmente requer uma escalada longa e cansativa. Mas, para aqueles que podem pagar por ela, pode ser comprada uma passagem nestes enormes elevadores, permitindo uma viagem muito mais rápida.

Apesar de grandes partes de Zaun serem pouco mais do que favelas poluídas e outras terem sido praticamente tomadas por aço e pedra, seres vivos ainda encontram uma forma de crescer. Os ricos de Zaun mantêm casas de cristal isoladas conhecidas como cultivares, que contêm árvores e plantas que concedem vida, tanto como um símbolo de poder quanto como uma fonte de ar limpo.

Os níveis onde a divisão entre Zaun e Piltover se confunde são o lar de mercados vibrantes e Salões Comerciais. Essas áreas são as mais cosmopolitas da cidade, onde pessoas de todos os estilos de vida e níveis sociais podem ser encontradas.

A maioria das estruturas de Zaun são criadas de treliças de ferro, sejam forjadas nas muitas fundições ou moldadas de material descartado do topo. Apesar da funcionalidade brutal das porcas e parafusos das estruturas de Zaun, seus habitantes ainda conseguem criar maravilhas de tirar o fôlego que perfuram a poluição para atingir o céu.

Apesar de grande parte de Zaun ficar nas sombras de penhascos gigantescos, não é uma cidade de penumbra. Luzes químicas queimam em luminárias aparafusadas e, através do uso criativo de vidro colorido, rodas iluminadas de ferro trazem luz à escuridão.

Personagens

Ao criar um personagem dessa região, você recebe proficiência com os seguintes:

Idioma. Zaunita e escolha um entre: Demaciano, Ioniano, Noxiano, Sentinense, Shurimane ou Zaunita Piltovense

Perícia. Escolha uma perícia qualquer

Arma. Escolha duas duas armas para ter proficiência entre: besta leve, espada curta, espada longa, glaive, martelo de guerra, manopla, rapieira, besta de mão, besta pesada, rede ou uma arma de fogo

Ofício. Escolha um Ofício qualquer.

Os Níveis de Zaun

Calçadão: Os níveis superiores de Zaun coexistem com os níveis inferiores de Piltover, apesar da arquitetura diferente demonstrar que os dois nunca serão confundidos. É aqui que os ricos de Zaun se reúnem para fazer compras, comer e comercializar produtos e suprimentos das áreas inferiores.

Entressol: Nas profundezas de Zaun, corretores, negociantes, traficantes e artistas se aglomeram em postos comerciais e oficinas em meio aos penhascos. É aqui que o Cinza de Zaun tende a perdurar por mais tempo, e os zaunitas que vivem aqui dizem que esse é o nível em que a maior parte do trabalho que permite o funcionamento da cidade acontece.

Sumidouro: As profundezas de Zaun estão entre as mais esquálidas, e vibrantes, partes da cidade. É aqui que se origina o Cinza de Zaun, subindo dos aquedutos podres ou ventilado de grades corroídas.

A Vida em Zaun

A baixa expectativa de vida dos trabalhadores de Zaun resulta em um grande número de órfãos. Pivetes do Sumidouro podem ser encontrados implorando, roubando ou trabalhando para receber pagamento em lugares onde seu tamanho pequeno é uma vantagem.

Quando os canos de Zaun entopem com gosma tóxica, os quimio- -encanadores usam suas hastes corrosivas para desentupi-los. Uma placa protetora para o rosto é essencial, já que as casas de cura já estão lotadas de quimio-encanadores cegos e queimados.

Os viginautas, empregados pelos Barões da Química para supervisionar os catadores do Sumidouro que andam em pernas de pau e trabalhadores de fábricas, garantem que esses desafortunados não tentem manter algo valioso para si.

Nada é desperdiçado em Zaun e mesmo as terras tóxicas interiores do Sumidouro podem ser vasculhadas por algo a ser recolhido. Esses ambientes tóxicos são hostis demais para um humano desprotegido, então os catadores do Sumidouro trabalham andando pelo esgoto em pernas de pau de metal.

Quimtec

Os pesquisadores de Zaun, sem os fundos e meios para criações hextec, usam químicas potentes para dar poder a suas criações. A quimtec funciona como a tecnologia hextec, mas é muito mais perigosa, tóxica e explosiva.

Barões da Química

Uma aliança tênue de conveniência existe entre os poderosos Barões da Química de Zaun, indivíduos poderosos que controlam, cada um, uma zona da cidade. São eles e seus brutamontes que impedem que Zaun seja tomada pelo caos.

Baronesa Velveteen Lenare

Uma baronesa da química com muitos interesses de negócios em Piltover, Lenare lida principalmente com pesquisas em tecnologia golem. Seu corpo destruído estava morrendo, então ela fez com que transplantassem sua cabeça em um substituto movido a hexenergia. Ela visita Piltover regularmente para banhos de fluídos e transfusões de sangue e óleo.

Barão Petrok Grime

Grime perdeu os seus dois braços em uma explosão em uma de suas refinarias químicas. Apesar, ou talvez por causa disso, seu estoque quimtec tem algumas das misturas mais procuradas.

Barão Saita Takeda

Takeda não faz segredo do seu desdém contra outros Barões da Química. Alegando ser de uma linhagem de uma casta exilada de guerreiros de uma terra distante, ele tem planos para muito além dos seus territórios e interesses.

Barão Wencher Spindlaw

Outrora um tenente inferior, Spindlaw assassinou seu chefe e tomou seu império. Armado com um par de bastões de choque, ele é um assassino sem piedade que vê o assassinato e o caos como ossos do ofício.