Manter a Wiki no ar gera custos, nos ajude com isso nos apoiando através de apoia.se/arddhu com qualquer valor!

Vários Tiers de recompensa trazem recompensas especiais aos que apoiam continuamente.

Nexus de Freljord

From Runarcana Wiki

O Nexus de Freljord é localizado ao centro de uma ravina, conhecida como Espinha Congelada, na qual suas entradas vão desde o coração frio de Freljord à um campo com clima mais ameno (quando comparado ao frio das terras gélidas) ao sul da fissura. Ao chegar pela entrada norte da base, o caloroso Ingvar recebe os aventureiros do Instituto de braços abertos e quebra todo o gelo que estava em suas roupas, dando-lhes um grande copo de uma bebida calorosa. O portão sul, por outro lado, é recepcionado por Räg e Täg, os gêmeos de aço, frios como o mais rigoroso dos invernos, dando aos aventureiros apenas uma pequena amostra do clima que vem à frente. Esse Nexus é uma base militar utilizada para treinamento, comandada por Dagmar, uma Mãe de Guerra.

Os jurados de sangue de Dagmar (Ingvar, Räg e Täg) são responsáveis por cuidar tanto da proteção da base, quanto do treinamento dos alunos. Dagmar raramente se encontra presente dentro da base, pois ela sempre busca se manter informada sobre os acontecimentos de Freljord, como a movimentação dos exércitos dos Garras do Inverno e dos Præglacius ou a busca de boatos sobre as poderosas criaturas capazes de causar grande destruição aos habitantes de Freljord.

Espinha Congelada nem sempre foi um lugar tão convidativo. Avalanches de neve, deslizamentos de rochas, o lugar não era perfeito… para humanos. As feras da tundra, ao contrário, acreditavam que sim, sendo extremamente territorialistas. Com a chegada de Dagmar e seus jurados, eles expulsaram as criaturas do local. Enquanto Räg e Täg facilmente lidaram com as criaturas do jeito deles, Ingvar preferiu defender as feras, mostrando um lugar melhor para elas viverem.

Como o intenso frio não alcança as partes mais centrais da base graças aos seus portões em ambas as extremidades, algumas criaturas percebem isso e tentam fugir para se abrigar nesse clima mais ameno da Espinha, onde a tundra congelada possui uma transição para a taiga mais ao sul.

Durante o inverno, garrerozes e lobos das glacipresas se juntam de forma desorganizada, se aproveitando de criaturas menores que tentam se aproximar da base. Dagmar lida com eles com maestria e graça, ao passo que Ingvar se machuca frequentemente, mas sempre salvando as criaturas, às vezes inclusive os próprios garrerozes e glacipresas dessa aliança frágil e temporária. Enquanto isso, Räg e Täg… estão no portão sul a contragosto por conta de um pedido de Ingvar.

Personagens Relacionados

Abaixo estão os personagens relacionados ao Nexus de Freljord:

Dagmar

Origem: Humano Glacinata

Dagmar, a mãe de guerra ambiciosa e calculista do Nexus de Freljord, é uma figura respeitada e levemente temida, como uma verdadeira mãe, nascida e predeterminada líder, Dagmar cresceu cercada de responsabilidades. Seu pai era consultor dos seus treinamentos e sua mãe, Gina, manteve seus afazeres como mãe de guerra em primeiro lugar.

Embora sua mãe tenha dado pouca atenção à menina, que geralmente ficava sob os cuidados de seu pai Boran, a dedicação de Gina proporcionou a todos as oportunidades de vitória e sobrevivência, sendo uma de suas principais conquistas a atenção do Instituto da Guerra, junto com a responsabilidade de seu próprio Nexus.

Já adulta e líder, após a morte de seus pais, Dagmar não tinha certeza de seu posto, então teve um encontro fortuito com dois rufiões chamados Räg e Täg. Eles tornaram-se seus jurados de sangue e deram caminho às suas decisões para sua verdadeira vocação. Pouco depois, ela conheceu Ingvar, um homem de coração quente como uma caldeira e sangue frio como o de um bom glacinata, dando a Espinha Congelada uma cara um pouco mais amigável.

Ingvar

Origem: Humano Glacinata

Um sorriso caloroso em que ele levanta as bochechas e fecha seus olhos vagarosamente, precede um longo e aconchegante abraço. Os braços fortes e semi cobertos apertam até ouvir o estalar de ossos cansados, de dois a quatro visitantes de uma só vez. Alguns dizem que seis foi seu recorde.

Seu rosto é meio coberto por sua barba de tranças longas e brancas. Já seus cabelos, de mesma cor, apesar de longos e também trançados, expõem sua calvície no topo de sua cabeça. Seu amor por Dagmar é incontestável, ele demonstra em quase todas as suas falas, pois todas as suas histórias de vida tem Dagmar como foco ou comparação à sua beleza.

Pouco se sabe sobre seu passado verdadeiro, até mesmo sua origem é desconhecida. Sua forte ligação com os ursos deixa a todos com uma certa curiosidade. Alguns dizem que ele nem é humano e, sim, de alguma tribo vastaya e que está escondendo suas características apenas por capricho. A maioria diz que ele apenas tem ligação espiritual com o animal, como um andarilho espiritual. Recentemente ele apareceu com 3 ursos feridos para cuidar, o que se faz pensar que é um amigo das feras, mas o que deixa a todos mais animados é sua possível ligação aos Ursines. Isso é loucura, todos sabem disso, mas explicaria o porquê de chamar a todos de filhos. Seja ele o que for, os segredos de Ingvar pertencem apenas a ele e a Dagmar, qualquer outro é apenas um intrometido sem razão.

Lissandra

Origem: Humano

Apenas Lissandra sabe o que aconteceu há milênios na ponte do Abismo Uivante. Se ela é uma vilã, uma heroína ou uma complicada mescla entre esses dois, é algo que apenas os Observadores Gélidos sabem além dela. No entanto, sua relação com o Instituto sempre foi cordial, apoiando as solicitações do mesmo sem sequer fazer parte.

Alguns acreditam que ela faz isso apenas quando seus planos estão em harmonia, outros tem certeza que ela busca o bem de seu povo e que ela jamais seria capaz de uma decisão egoísta que não fosse para beneficiálos. Enquanto essa certeza não se solidifica para nenhum lado, ela é mantida sob a vigília do Instituto, especialmente por seu conhecimento único sobre uma das grandes ameaças do passado, os Observadores Gélidos.

Um dos motivos que faz com que Lissandra seja bem-vista pelo Instituto é o desconhecimento de que ela é a mesma de milênios atrás. Isso certamente geraria uma profunda desconfiança, mas enquanto isso não é de conhecimento público, a aliança frágil se mantém intacta.

Räg e Täg

Origem: Humanos

Räg e Täg são irmãos gêmeos que desde de seu nascimento são totalmente diferentes. Isso pelo menos é o que eles dizem frequentemente. Estão sempre discutindo entre eles ou com os outros, sobre tudo e todos e as únicas coisas que têm em comum são a frieza e rispidez com as palavras, além de suas sinceras e fortes devoção e admiração por Dagmar.

Ambos os irmãos possuem grandes barbas trançadas até a altura de seu peito e costumam se vestir com armaduras pesadas e peles de animais para se manterem aquecidos dentro das gélidas terras de Freljord. Porém, a semelhança entre eles termina por aí, pois Räg possui um cabelo curto que ele mantém sempre na mesma medida, dando a ele um grande cuidado e carinho, enquanto Täg frequentemente raspa sua cabeça, acreditando que sua aparência ficaria ridícula se o deixasse crescer.

É comum em Freljord as pessoas terem tatuagens tribais em seus corpos e adereços para simbolizar sua força em batalha. Täg carrega ambas as características, com sua cabeça possuindo uma tatuagem avermelhada que segue desde a parte de trás de sua nuca até abaixo de seus olhos. Para Räg, isso é uma demonstração fútil e desnecessária, mantendo seu corpo livre de tatuagens e evitando ao máximo o uso de acessórios.

Assim como em aparência e personalidade, ambos os irmãos têm preferências em suas armas. Räg carrega um grande machado feito de pedra lascada que ele mesmo esculpiu, lhe dando uma alcunha de “Rasga-ossos”, enquanto Täg utiliza de uma clava repleta de espinhos, que ele carinhosamente apelidou de “Diálogo”.